Produtor de série do Netflix quer produzir versão dark de Mighty Morphin Power Rangers

O  criador de Castlevania, que será lançado no Netflix ainda em 2017, Adi Shankar, contou ao site Polygon que está trabalhando em um versão dark e adulta das temporadas de Mighty Morphin Power Rangers.

Na entrevista, Shankar disse que trabalha no projeto da releitura de Mighty Morphin Power Rangers, em versão anime, mais violenta e sombria do que qualquer outra já produzida. “É uma releitura completa das três primeiras temporadas”, disse Shankar sobre a releitura das temporadas exibidas entre 1993 e 1996. “Vai ser extremamente sombria. Mais sombria que qualquer outra série de Power Rangers”. Em 2015 foi lançado o fã filme Power / Rangers, não relacionado à Saban Brands, e produzido por Joseph Kahn. o curta metragem foi a versão adulta da franquia mais sombria já lançada.

Shankar já está trabalhando no roteiro da primeira temporada e quer lançar a série nos próximos 18 meses, mas ainda não vendeu os direitos de exibição para nenhuma rede. Quando perguntado se havia algum pretendente em potencial, Shankar disse que havia algumas emissoras interessadas, mas o produtor tem a intenção de exibir o seriado no Netflix, que exibirá mundialmente a série Castlevania ainda em 2017, que foi criada por Shankar.

“A Netflix está fazendo o que qualquer outra rede de televisão deve fazer”, disse Shankar. “Eu trabalhei com quase todas as emissoras e só o Netflix entendeu. O mundo em que vivemos agora tem distorcido a ideia do que é o entretenimento, e Netflix percebe.”

Shankar disse que quer mudar o formato de “monstro da semana” que a série original de Power Rangers tinha que seguir (e que vem do conceito que já existia na versão Super Sentai da série, e que Power Rangers seguiu). Em vez disso, ele quer torná-la uma série linear e se concentrar nos elementos essenciais da história.

“Se você olhar para o que as séries de televisão são como hoje, elas são filmes longos”, explicou Shankar. “É um paradigma de formato e eu quero explorar a criação deste tipo de formato em outras séries, como Power Rangers.”

Assim como Castlevania, Shankar quer que a série Power Rangers tenha sequências de batalha intensas, longas e em grande escala. Ele diz querer mesclar as melhores partes da série Power Rangers (os personagens e o mundo em que vivem) com os aspectos de DragonBall Z, série que se tornou famosa pelas longas e extensas sequências de luta.

“Vamos nos concentrar nas melhores partes de cada uma das séries e transformá-las em uma série de Power Rangers inteiramente nova”, finalizou Shankar.

Por enquanto, a releitura é apenas um conceito no qal Shankar está trabalhando, mas ele está espera vender a série muito em breve. Agora, o foco atual dele está em Castlevania, que, segundo ele, vai definir um novo estilo de adaptações de jogos de vídeo game para produções de televisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *